1 de novembro de 2019
Vedovati Pisos MG_5476-min-480x360

[Piso academia 2019] Saiba como resolver problemas com vibrações, ruídos e reclamações de vizinhos na sua academia

Nos últimos anos as academias tem feito um movimento de maior aproximação física com seu público e clientes. Movimento esse feito ao se instalarem em edifícios, prédios comerciais e residenciais, shoppings centers ou mesmo sobre lojas. read more

19 de outubro de 2019
Vedovati Pisos THO_4949a-Copy-2-480x360

Vedovati Pisos começa a fornecer o EBV-16 para a Petz

Maior Pet Shop do Brasil fecha parceria com a maior empresa de pisos e tapetes de borracha 

É com grande orgulho, satisfação e alegria que a Equipe Vedovati anuncia o compromisso com o Maior Pet Shop do Brasil. read more

23 de setembro de 2019
Vedovati Pisos pig-1246584_960_720-480x360

Cascos dos suínos: porque é tão importante cuidar da saúde deles

Para ter o melhor desempenho na suinocultura, cuidar de cada detalhe dos animais é essencial. No entanto, os =&0=&costumam ser negligenciados por muitos produtores.

Evidência disto é a alta prevalência de claudicação em matrizes suínas no Brasil. Claudicação é o termo técnico para denominar manqueira (1,2), algo  próximo de 60%, =&1=& (3-5)

Muitos criadores mal se dão conta de que os cascos dos suínos também precisam de cuidados e focam sua atenção em outras áreas como a alimentação e instalações gerais. O que está certo parcialmente, pois negligenciar os cuidados com os cascos é um grande erro e pode causar grandes prejuízos ao produtor e aos animais. 

Prejuízos ao produtor

Financeiramente falando, os custos da claudicação na suinocultura estão associados ao incremento de trabalho, compra de produtos para o tratamento e diminuição na produção. Na Alemanha, Holanda e Estados Unidos se calcula que por cada matriz que claudica, as perdas são de € 37, € 25 e $ 180 respectivamente (3). 

Associado aos custos produtivos, estudos indicam que matrizes que claudicam durante sua gestação possuem menor peso da leitegada ao desmame (6) e maior risco de esmagamento durante a maternidade (7).

Prejuízos aos animais: A saúde e bem-estar animal são comprometidas, já que a claudicação que é produto de mal cuidado dos cascos é uma =&2=&, interferindo no comportamento natural dos animais e ocasionando graves consequências na leitegada em termos de adaptação ao ambiente (8).

Neste artigo, você vai entender porque=&3=& =&0=&é tão importante.

Como os cascos dos suínos podem ser lesionados

Vamos começar a entender a importância de cuidar corretamente dos cascos das suas matrizes e dos reprodutores. Primeiramente, lesões e doenças de casco podem comprometer seriamente sua rentabilidade e você pode estar deixando de lado uma boa quantidade de dinheiro, pense nisso.

Existem diversos fatores que podem causar lesões e doenças nos cascos de matrizes e reprodutores suínos. Um desses fatores é a sua pisada em solos duros e ásperos, seguido dos fatores nutricionais e genéticos. 

Um suíno reprodutor, seja macho ou fêmea, pesa entre 150 a 250 kg. A base de apoio do animal, superfície do pé e casco, é pequena. Mas pode suportar bem o peso do animal quando as condições internas e externas ao animal são adequadas. 

No entanto, em pisos de cimento e concreto, muito comuns na maioria das granjas, o impacto da pisada do animal pode lesionar os cascos. Felizmente, o uso de =&5=& podem facilmente resolver esse problema.

Lesões de casco são classificadas dependendo da região afetada e sua gravidade: crescimento excessivo da unha, rachaduras no calcanhar e na muralha são algumas das mais prevalentes. (4)

Com o tempo, elas causam a claudicação no animal. O que prejudica não só a qualidade de vida e bem-estar do suíno, mas também os indicadores reprodutivos (3).

Como problemas nos cascos dos suínos podem afetar a reprodução de porcos

Matrizes e reprodutores (cachaços) com cascos lesionados tendem a ficar mais tempo deitados e sentados pela dor que gera. O que faz com que se movam menos para tomar água e se alimentarem, levando a redução do consumo de alimento e água. 

Em machos reprodutores, a claudicação pode comprometer a colheita de sêmen. Dependendo da severidade da lesão, o animal pode não conseguir saltar no manequim, sendo necessário a medicação do animal. 

O uso de anti-inflamatório em machos reprodutores, por exemplo, pode comprometer a qualidade do sêmen, diminuindo assim sua fertilidade.

Em leitoas e porcas, essa diminuição no consumo ocasiona perda de peso, mudanças no comportamento social. O risco de infecções urinárias aumenta, elas produzem menos leite e ficam mais sujeitas a problemas reprodutivos.

Dentre os problemas reprodutivos em matrizes se sabe que existe correlação entre problemas de casco e desempenho durante o parto, natimortos, mumificados, esmagados e nascidos vivos (3). 

O esmagamento dos leitões ocorre com maior frequência por conta da maior dificuldade das matrizes em deitar. A =&6=&

26 de agosto de 2019
Vedovati Pisos Cocheira-para-cavalo-480x360

Cocheira para cavalo ideal: camas tradicionais x pisos emborrachados

Escolher a cama adequada para as baias de equinos sempre foi um desafio para quem tem e ou cria cavalos. Além de pensar no conforto e o bem estar do animal quando estiver na cocheira para cavalo, outros pontos precisam ser considerados.

Dentre eles, o custo e a disponibilidade do material para a cama, assim como a manutenção e limpeza das baias dos cavalos

Garantir uma baia limpa, confortável e com uma boa cama é fundamental para manter a saúde e bem-estar do animal. O que é o objetivo é =&0=&.

Neste artigo, trazemos um comparativo entre as =&1=& (maravalha, serragem, areia, cascas de arroz) e as camas de borracha (=&2=&. E mostrar qual delas é a cama ideal em uma =&3=&.

Cama de maravalha

Vamos começar nosso comparativo de =&4=& com a mais tradicional delas, a cama de maravalha.

Baias/cocheiras com maravalha é muito popular em haras e nas hípicas do sul e sudeste, e milhares de criadores e ou apenas proprietários utilizam ao montar uma =&3=&. A maravalha tem como pontos positivos ser macia.

Mas é preciso ficar muito atento a cocheira do cavalo quando se utiliza maravalha ou outros materiais tradicionais. Os cavalos podem afastar a maravalha, assim como os outros materiais de camas tradicionais, para o lado e deitar sobre o contrapiso duro e áspero e ao se levantar machucar os curvilhões.  

Um cenário que pode prejudicar o cavalo, pois ele pode ferir os seus cascos por conta do contato entre a pata e o contrapiso de concreto.

Cama de areia

Outra cama tradicional para cocheiras é a cama feita com contrapiso e forrada com areia.

Ela consiste, geralmente, em uma cama que possui um contrapiso na baia do cavalo com um forro de 30 a 50 cms de areia de rio, muito comum nos estados do nordeste. Um detalhe é que praticamente todos os tipos de camas tradicionais para baias de cavalo são feitos assim.

Um contrapiso de concreto com 30 a 50 cms de cobertura do material específico.

Voltando a cama de areia, ela tem em suas vantagens:

  • Praticamente gratuita (em geral paga-se apenas para o funcionário trocar a areia da baía);
  • Macia e natural para os cavalos deitarem.

No entanto, a cama de areia esconde diversos riscos para os cavalos. 

Um deles é a possibilidade do cavalo ingerir a areia vir a ter =&6=&. Um tipo de cólica que ocorre quando animal acaba ingerindo areia. A areia se deposita, por ação da gravidade, nas partes inferiores do intestino do cavalo, e ela não deslocada posteriormente. 

E isso pode causar dores crônicas assim como tornar a absorção intestinal do cavalo insuficiente.

Além disso, a areia também pode ficar com um cheiro desagradável por conta da absorção de urina e fezes do animal. Juntando moscas e deixando o cavalo desconfortável na cocheira.

Cama de casca de arroz

A palha ou casca de arroz também é um material usado nas camas tradicionais de =&7=&

20 de agosto de 2019
Vedovati Pisos Gestação-coletiva-3-480x360

Gestação Coletiva de Matrizes Suínas: tudo o que você precisa saber

17 de junho de 2019

Claudicação em fêmeas suínas gestantes: conceitos gerais e seu efeito na prole

O suíno, responsável pela maior produção de proteína animal do mundo, é uma espécie de enorme
complexidade em termos comportamentais. Estudos em situações naturais (STOLBA; WOOD-GUSH,
1989) demonstraram que as matrizes e sua prole convivem em grupos, e só se juntam com os machos em temporada de acasalamento. Alguns comportamentos naturais da espécie incluem fuçar, forragear, chafurdar e gerar vínculos amistosos com seus semelhantes. Próximas ao parto as matrizes constroem ninhos que podem alcançar dezenas de quilos de material (feno, galhos, serragem etc.); muitos dos comportamentos são comprometidos pelos sistemas de produção adotados na atualidade.

O sistema de produção suína apresenta enormes desafios para todos os envolvidos, principalmente
para os animais. Um dos desafios que tem chamado a atenção da comunidade que trabalha com esta  espécie, é a claudicação. A claudicação é um evento doloroso que indica dificuldade no andar do animal (coloquialmente chamada de manqueira) atingindo diretamente o bem-estar animal e, por consequência, o bolso do produtor. A claudicação é um motivo de descarte frequente em matrizes suínas, e estudos sugerem que aproximadamente 60% das matrizes se encontram claudicando no Brasil; ou seja, pelo menos quase três milhões de matrizes se encontram em situação de dor (IBGE, 2017). No mundo, as prevalências reportadas estão próximas dos 30% e o custo da claudicação gira em torno dos R$ 200 por matriz (PLUYM et al., 2013).

Sua origem, como em outras espécies, é multifatorial e, dentre os fatores, temos:

– Condições de alojamento inadequadas: muitos animais mantidos em densidades elevadas com
ambiente físico inadequado e alojados com a ausência de enriquecimento ambiental. Todos são fatores determinantes devido às lesões geradas, especialmente, durante e após da mistura de animais;

– Piso: abrasividade excessiva no chão altera negativamente a condição do casco nos suínos,  especialmente durante períodos caracterizados por evidentes mudanças fisiológicas, como a gestação;

– Fatores sanitários e nutricionais: algumas toxinas, deficiências em vitaminas e minerais podem
afetar os ossos, cartilagem articular e qualidade do casco;

– Outros fatores como ausência de casqueamento, atrofia muscular por inatividade excessiva ou seleção genética sem levar em conta os aprumos dos reprodutores, aumentam a probabilidade de desenvolver claudicação.

As consequências da claudicação para o animal compreendem mudanças comportamentais, problemas de saúde e estados emocionais alterados, tudo isto diretamente relacionado com à dor.
Consequências comportamentais importantes incluem a redução da interação social e exploratória,
mudanças no comportamento alimentar e alteração na sequência e tempo para se deitar, com possíveis consequências para mortalidade de leitões. Por fim, as implicações fisiológicas desencadeiam respostas cardiovasculares e liberação de hormônios do estresse como adrenalina, noradrenalina e cortisol.

A dor tem um papel importantíssimo nestas mudanças secundárias geradas pela claudicação. Ela é uma condição desagradável e estressante que tem como ser detectada. Inicialmente, é importante conhecer o comportamento natural da espécie a ser avaliada, pois as primeiras mudanças no animal são de tipo comportamental: diminuição da atividade, maior reatividade ante estímulos estressantes, diminuição no consumo, afastamento do grupo e relutância ao apoio do membro afetado.

Existem metodologias validadas para determinar o grau de claudicação do animal, onde o observador precisa de treinamento prévio para determinar quantitativamente a severidade desta dificuldade  motora. Procedimentos mais complexos usados pela ciência, como medição de hormônios de estresse, podem ser aliados para melhor compreensão dos desafios fisiológicos em que o animal se encontra.

Qual é a relação da dor com o desenvolvimento dos leitões? Ela tem efeito nos leitões que estão se
formando dentro da matriz?

A resposta é sim. Como em todo mamífero, situações de estresse durante a prenhez sem possibilidade de adaptação, geram efeitos negativos no desenvolvimento do feto. Por exemplo, se uma mulher passar por estresse excessivo durante a gestação, e mais especificamente, durante o momento em que o sistema nervoso central do feto está se desenvolvendo, consequências graves podem acontecer. Crianças com dificuldades emocionais, agressividade excessiva, problemas de atenção e memória, são algumas sequelas que o estresse desmedido pode gerar nesse novo ser.

O Centro de Estudos Comparativos em Saúde, Sustentabilidade e Bem-Estar – CECSBE, da Universidade de São Paulo em conjunto com a Universidade de Teramo (Itália), está trabalhando na
identificação destas consequências em leitões vindos de matrizes que claudicaram durante sua gestação.

Em situações normais, os hormônios de estresse, como o cortisol, são inativados na placenta para evitar os possíveis danos ao feto, mas se estes níveis superam a capacidade que a placenta tem para inativar, os hormônios começam a passar de forma livre, alterando estruturas cerebrais em formação, as quais se relacionam com o mencionado anteriormente, memória, cognição, agressão, e inclusive medo.

Resultados preliminares da pesquisa de doutorado em desenvolvimento, mostram que leitões que nascem de fêmeas que claudicam durante sua gestação,são mais agressivos, têm frequências de vocalização diferentes, possivelmente sua sensibilidade à dor se encontra diminuída e apresentam menor peso ao desmame. read more

17 de junho de 2019
Vedovati Pisos Mangalarga-Marchador-480x360

Como cuidar de um cavalo mangalarga marchador corretamente

O =&0=&é um dos  cavalos mais populares e queridos entre as raças de equinos criadas no Brasil.

Este equino é amplamente conhecido por características que expressam suas melhores qualidades. Como por exemplo a sua força, docilidade, resistência, agilidade e temperamento bastante ativo quando comparado com outros cavalos.

Em um artigo anterior deste blog, você pôde aprender =&1=&mangalarga marchador. Sua origem, história e principais características e aplicações para esta raça.

No conteúdo de hoje vamos aprofundar o tema, e mostrar algumas dicas essenciais para cuidar corretamente desta raça de cavalo.

Prepare e mantenha um ambiente adequado para um cavalo mangalarga marchador

Todo cuidado sério e bem feito com um mangalarga marchador, ou qualquer outra raça de cavalos, deve começar pelo ambiente onde o animal vai viver.

De modo geral, é importante verificar, já de cara, como está o clima e a ventilação da baia onde o seu cavalo ficará. Seu mangalarga marchador deve ser protegido da exposição a forte frio ou calor em seu local de descanso.

Além disso, a baia do cavalo deve sempre estar limpa e a escolha da cama do seu cavalo mangalarga  deve receber uma atenção especial. Para que seu mangalarga não tenha problemas de casco e alergia de a ele uma cama de borracha, que além de ser extremamente confortável os pisos emborrachados possibilitam uma higienização mais rápida e eficiente e você fica despreocupado em arrumar serragem.

O Estrado de borracha dura muitos anos, o que o tornou extremamente econômico, já a cama tradicional de maravalha, areia, casco de arroz é um custo eterno.

Começamos este post com o ambiente onde o cavalo mangalarga marchador viverá por uma simples razão. Sua qualidade é essencial para todo o desempenho, saúde e bem-estar do cavalo ao longo da sua vida.

Alimentação e hidratação devem ser levadas muito a sério

Os cuidados com a =&3=& vai muito além do que o tipo de alimento que o animal vai comer.

É preciso levar em conta outros fatores importantes para que a nutrição do cavalo seja acertada e supra suas necessidades. Esses pontos que devem ser levados em conta são a =&4=&, =&5=&.

Assim, um cavalo mangalarga marchador, por exemplo, que geralmente é destinado a atividades esportivas e do campo precisa de uma alimentação mais reforçada. Mas que não exagere ao ponto de tornar o cavalo obeso.

A hidratação também deve ser observada com cuidado, mantendo sempre a água que o cavalo vai beber limpa e fresca.

Cuidados com cascos e dentes do seu mangalarga marchador

Continuando com nosso conteúdos, cuidados com os cascos e dentes do seu cavalo mangalarga marchador devem ser levados em conta.

Desde sempre, os cascos dos cavalos foram alvo de maiores cuidados por conta de sua importância direta no desempenho do cavalo. No entanto, é cada dia mais importante cuidar também da dentição do animal.

Pois ela é fundamental para a que a alimentação do animal seja feita corretamente, e que ele absorva os nutrientes necessários para sua saúde.

Limpeza e escovação dos pelos do seu mangalarga marchador

Por fim, mantenha uma rotina periódica de limpeza do seu cavalo e penteie os pelos corretamente do mangalarga marchador.

Ou seja, mantenha um intervalo de tempo certo para dar banho no seu cavalo, assim como fazer a escovação da crina e demais pelos do seu cavalo.

Claro, é importante utilizar materiais apropriados tanto para o banho quanto escovação do seu cavalo.

Gostou deste artigo? Então assine nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos com dicas para manter a saúde e bem-estar do seu cavalo sempre em dia.

Para saber mais sobre nossos =&6=&

5 de junho de 2019
Vedovati Pisos horses-394205__340-480x340

5 raças de cavalos mais criadas no Brasil

Existem diversas =&0=&no Brasil, mas você sabe quais são as mais populares e criadas pelo país?

Essenciais nas fazendas, os cavalos possuem uma série de utilidades. Eles são indispensáveis para o auxílio na criação de rebanhos por exemplo. Mas também podem são atrações em rodeios, leilões e grandes companheiros em atividades de lazer.

Eles podem até mesmo ajudar pessoas que passaram por eventos traumáticos a superarem seus problemas e sorrirem novamente pra vida, por meio da prática da equoterapia.

Neste artigo, conheça cinco das raças de cavalos mais populares e mais criadas no Brasil.

1# Quarto de Milha: a mais popular das raças de cavalos

Vamos começar com um dos mais populares cavalos do país, o =&1=&.

Essa raça é uma das mais presentes em todo mundo, somando ao todo 53% da população equina ao redor do planeta. Os cavalos da raça Quarto de Milha possuem uma genética com qualidade elevada e características morfológicas que os tornam bastante versáteis. O que os torna muito bons para o trabalho no campo

Sem falar que são cavalos bastante dóceis, robustos, velozes e difíceis de serem vencidos em provas equestres.

O maior evento anual dessa raça no Brasil é o seu =&2=&.

No Brasil, apenas para se ter uma ideia, os Quartos de Milha movimentaram =&3=&. Você pode saber mais sobre o Quarto de Milha neste artigo.

2# Mangalarga

Desde sua origem o Mangalarga é uma das raças de cavalos mais destacadas para o trabalho no campo e a prática de esportes.

Segundo a ABCCRM (Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga) estes cavalos têm como características principais:

  • Bom andamento
  • Docilidade
  • Resistência
  • Membros fortes e tendões nítidos

Este é um dos melhores cavalos de sela criados no Brasil, e seu principal evento no Brasil é a Exposição Nacional realizada pela ABCCRM (Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga).

3# Mangalarga Marchador

A terceira das raças de cavalos mais populares no Brasil é o Mangalarga Marchador.

Este é um dos cavalos mais fortes do Brasil, dono de uma boa resistência a parasitas e outras doenças. A raça é caracterizada, principalmente, por seu porte médio, agilidade, força, vigor e temperamento ativo e dócil.

O Mangalarga Marchador ainda é um cavalo que se adapta bem a qualquer clima ou terreno. É capaz de viajar por grandes distâncias sem se cansar e não demanda uma alimentação específica para crescer com saúde e força.

O maior evento dessa raça no Brasil é a Exposição Nacional, realizada em Belo Horizonte pela ABCCMM (Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador).

Quer saber mais sobre o Mangalarga Marchador? Então confira nosso post exclusivo sobre essa raça.

4# Cavalo Árabe

Outro cavalo que está entre as raças mais populares do Brasil é o Árabe.

Essa raça de cavalo é uma das mais valiosas e antigas de todo o mundo. Para ter uma ideia, o Cavalo Árabe têm evidências arqueológicas de sua existência desde cerca de 2.500 A.C.

Dono de um trote e galope rasteiro, assim como um temperamento ativo. O Cavalo Árabe também é uma raça dona de muita resistência física, o que permite a ela resistir a longos períodos de trabalho intenso com um mínimo de cuidados e alimentação.

Eles são especialmente amados por donos de fazenda, por conta da produtividade que eles têm no campo.

No Brasil, seu maior evento é a Exposição Nacional, realizada pela ABCCA (Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Árabe).

5# Crioulo

Presente em 22 estados do Brasil, o cavalo da raça Crioulo é muito popular por conta da sua resistência a temperaturas altas e baixas.

Este animal conta com uma grande força, resistência e saúde. É bastante habilidoso e apto para tarefas de lida, montaria e competições equestres. Sem falar que ele é muito dedicado e consegue percorrer grandes distâncias.

Tudo isso o faz um cavalo considerado como ideal para o trabalho com gado, montaria e enduro.

Seu maior evento anual, feito pela ABCCC (Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos) é o campeonato Freio de Ouro.

Agora é importante, antes de decidir pela criação de uma dessas raças de cavalos, saber como tratar bem deste animal.

Então saiba também como cuidar corretamente dos seus animais para garantir a saúde deles e o valor de mercado que merecem.

No link abaixo, você pode conferir um conteúdo exclusivo onde damos dicas para cuidar ainda melhor dos seus equinos.

➥ Quero saber mais sobre cuidados com a saúde e bem-estar de cavalos read more

31 de maio de 2019
Vedovati Pisos pexels-photo-2294400-480x334

Pisos para área cardio: o que você precisa saber antes de comprar para sua academia

Você sabe como escolher pisos para área cardio da sua academia?

Bem, se ainda não sabe, então é importante que você =&0=&. Se você tem uma academia ou se está planejando =&1=&, este artigo é para você!

Diferente da área de peso livre, neste ambiente da academia não existe o risco de quedas de anilhas, halteres, barras e dumbbells. Você não precisa instalar um piso de borracha para amortecer impactos e proteger o piso existente. Os pisos de borracha, normalmente pretos, são mais rústicos, o que impede de trabalhar mais com harmonização e decoração do ambiente.

Neste artigo, entenda mais sobre sua importância e o que você tem que saber antes de fazer a compra destes pisos.

Pisos para área cardio: por que eles são importantes em uma academia?

A área de cardiovascular da academia normalmente fica na entrada da academia, aqui você deve investir em um piso para destacar e valorizar os equipamentos, um piso que realça os aparelhos, para encher os olhos de quem visita sua academia e também um bom piso para os alunos sintam conforto e bem estar na sua academia.    

Na definição dos pisos para área de aparelhos e equipamentos para o trabalho cardiovascular onde vão as esteiras, bike indoor, aparelhos de musculação e bicicletas, além do cuidado com a parte estética você deve levar em consideração questões como resistência, durabilidade, praticidade de instalação e manutenção na hora de decidir o piso certo para essa área.

Além disso, nessa área os alunos suam bastante, o que demanda que o piso seja antiderrapante.

Conseguindo atender esses vários pontos com perfeição, a academia garante harmonia e integração com a decoração do ambiente..

PISOS QUE DEVEM SER EVITADOS NA ACADEMIA

Porém, quando se pensa em piso, os primeiros que vem na mente são os pisos cerâmicos e os porcelanatos, esse piso não devem ser instalados em academias, pois possuem a capacidade de tornar um ambiente mais frio, o que pode prejudicar o treino dos alunos em épocas ou regiões mais frias.

Outro piso que não é aconselhável para uma academia é o laminado em régua. Primeiro porque ele não pode ser molhado nem em sonhos. E segundo porque ele é um ótimo propagador de som, e isso vai incomodar os alunos nos treinos.

Estética e harmonia com o ambiente: fundamentais para um ambiente de destaque

Em geral as academia de ginástica e musculação tem a sua área cardio como local de destaque do estabelecimento.

Por isso, é essencial que os =&2=& possuam as cores certas a fim de deixar essa área da academia bonita e harmoniosa. Afinal, é essencial que além da funcionalidade dos equipamentos da academia, os alunos tenham a experiência de estar em um local bonito e com estilo.

Um outro detalhe estético importante é o padrão do piso. Os padrões com tons amadeirados deixam o ambiente com mais harmonia e ajudam a realçar destaque aos equipamentos. Por isso são usados por muitas das maiores redes do mercado de academias como SmartFit, BioRitmo, Bodytech, Companhia Athlética, Runner, entre outras. Cores escuras e texturas com aparência amadeirada transmitem conforto.

Agora, descubra qual o piso adequado para a área da cardio da sua academia.

Pisos vinílicos vedovati: a melhor solução em termos de pisos para área cardio

A Vedovati Pisos é uma empresa empenhada em entregar os melhores pisos para academias de ginástica e musculação em todas as áreas. O que inclui, é claro, a área cardio da academia.

Para esse setor da academia, temos as nossas opções de pisos vinílicos.

Piso vinílico em régua Vinifibra

Este é um dos pisos mais bonitos da Vedovati é uma das melhores opções do mercado em pisos para área cardio. Extremamente resistente a água, tráfego intenso e peso, os pisos da linha vinifibra estão entre os mais solicitados para projetos elegantes de academias.

Além disso, esse piso é antiderrapante e antibacteriano, o que garante que a área cardio da academia esteja sempre limpa.

Para saber mais sobre os pisos em régua Vinifibra da Vedovati clique aqui.

Piso vinílico em manta/rolo Vinifibra

O piso vinílico em manta/rolo é uma opção moderna e barato para a área cardio das academias. É uma opção econômica, que alia beleza, resistência, praticidade e durabilidade.

Ele apresenta lindas texturas em tons madeirados que valorizam o ambiente e combinam bem com os equipamentos instalados. Sem falar que este piso é muito fácil de se instalar e fazer a limpeza, o que economiza tempo e esforço.

Também é hipoalergênico e não risca ou ficar marcado sobre o equipamento, como outras opções do mercado.

É um piso vinílico que alia baixo custo com excelente durabilidade de laminado e extrema facilidade de colocação.

VANTAGENS

Excelente propriedade anti-indentação. Perfeita combinação das formas, com uma fibra de vidro interna, aumentando sua estabilidade.

É fabricado em mantas, composto de por 5 camadas com uma delas feita de tela de fibra de vidro, a fim de garantir a melhor durabilidade para um ambiente de alto tráfego como é a área cardio de uma academia.

Você pode conferir mais detalhes desse piso neste link.

Garanta hoje mesmo os pisos para área cardio certos para instalar na sua academia

A Vedovati é uma empresa com tradição em pisos vinílicos e pisos de borracha para altos impactos para diversos segmentos.

Como acaba de ver nesse conteúdo, temos as melhores opções de pisos vinílicos para área cardio da sua academia

Clicando no link abaixo, você pode entrar em contato com um de nossos consultores e pedir o seu orçamento de pisos para área cardio ou de outro ambiente da sua academia

➥ Quero meu orçamento de pisos para área cardio da Vedovati para a minha academia agora read more

30 de maio de 2019
Vedovati Pisos pexels-photo-1954524-480x333

Pisos para academias de ginástica : porque são tão importantes

Contar com os melhores =&0=&é um diferencial importante em qualquer academia de musculação realmente séria. É um fator que causa impacto na qualidade percebida pelos alunos da academia e reflete na própria marca e imagem que clientes e potenciais clientes têm da empresa.

No entanto, existem muitos donos de academia  que ainda não entenderam a importância de ter bons e corretos pisos em suas instalações.

Neste artigo, você vai descobrir o porquê de pisos para academia de ginástica serem tão importantes e essenciais na instalação de uma.

Pisos para academia: entendendo sua necessidade read more

28 de maio de 2019
Vedovati Pisos MG_5481-480x360

Pisos para peso livre/crossfit: saiba tudo sobre eles agora

Os =&0=& são importantíssimos em qualquer academia que queira entregar qualidade e segurança para seus alunos. Quando utilizados pisos de alta qualidade e de forma adequada, os treinos são muito mais seguros e eficientes.

O que os torna indispensáveis para que uma academia consiga posicionar sua marca no mercado e gerar valor para seus alunos. Afinal, eles terão a certeza de treinarem em um local seguro e que preza pelo seu bem-estar e saúde em cada espacinho do local.

Saiba agora tudo sobre =&1=&antes de colocar na sua academia.

Porque é necessário ter pisos de borracha para peso livre/crossfit na academia

Quem pratica ou apenas conhece o =&2=&e os treinos de =&3=&sabe muito bem que estas atividades podem ser bem intensas.

O Crossfit se baseia em um treinamento intenso e que abrange diversas áreas do condicionamento físico ao mesmo tempo. A prática consiste na realização de exercícios funcionais que combinam força, resistência cardiovascular e respiratória, agilidade e flexibilidade entre si. Eles exigem bastante do chão onde são realizados, o que demanda um bom piso na academia.

Treinos de pesos livres também geram uma alta demanda dos músculos do corpo por conta de seus exercícios. Pois eles trabalham com uma amplitude de áreas do corpo maior do que nos aparelhos. E por não serem feitos em aparelhos, geram uma carga maior sobre o ponto onde o exercícios são realizados.

O que leva, assim como no caso do crossfit, a necessidade de ter =&0=& na academia.

Quais as características, vantagens e benefícios que estes pisos precisam ter

Vamos entender agora os benefícios de utilizar um piso adequado para peso livre e crossfit.

Primeiro de tudo, as atividades de crossfit e piso livre geram alto impacto no chão da academia. O que tende a desgastar e danificar mais o piso, além de fazer ruídos no ambiente por conta do impacto. Os treinos com pesos livres não contam com aparelhos, o que faz com que todo o suor gerado nos exercícios vai direto pro piso onde a atividade é exercida.

Assim, =&5=& precisam apresentar as qualidades de:

  • Alta resistência ao impacto, de forma a não danificar o contrapiso;
  • Ser antiderrapante para evitar acidentes de alunos ou funcionários da academia;
  • Não gerar ruídos gerados pelo impacto e quedas de halteres, dambels,  e outros equipamentos utilizados para prática do crossfit.

=&6=&

26 de maio de 2019
Vedovati Pisos pexels-photo-2261485-480x333

5 dicas para conseguir mais alunos para academia fitness ainda essa semana

Atrair e conquistar novos alunos é algo que deve ser buscado por qualquer academia fitness ou clube. Afinal, nenhum negócio se expande, cresce, sem um aumento contínuo nas vendas de seus produtos ou serviços. O que torna necessário que o proprietário de uma academia tome ações práticas para conquistar mais alunos.

E quando essas ações são bem feitas o resultado é vistoso e muito positivo. Ou seja, uma academia cheia de alunos.

Neste artigo, reunimos 5 dicas essenciais para conquistar mais alunos para sua academia fitness ainda essa semana.

Sem mais delongas, vamos começar.

1# Organize e participe de eventos para promover sua academia fitness

Líderes de mercados e empresas de referência sempre estão presentes em acontecimentos importantes de seus mercados, como eventos. Essa é sempre uma boa maneira de posicionar a marca, a empresa, e dessa forma gerar mais autoridade e fechar mais negócios.  

Assim, uma forma de conquistar mais alunos para a sua academia fitness é participar de eventos de musculação, Bodybuilding, etc… E se possível organizar esses eventos, o que é até melhor.

Por exemplo, você pode organizar uma palestra gratuita sobre nutrição para quem faz musculação, suplementação, cuidados para evitar lesões no treino, entre outras. E é claro, quando fizer esses eventos busque ter profissionais de referência para participar.

Isso vai agregar muito para os participantes do evento, atraindo mais alunos para a academia.

2# Parcerias locais

É bem comum em cidades de médio porte que academias fitness concentrem seu público-alvo dentro de um bairro. Especialmente no começo, o foco é captar as pessoas que treinam em academias residentes no bairro onde ela está instalada.

Nesses casos, uma boa forma de atrair mais alunos é formar parcerias com comércios locais por exemplo.

Isso pode ser feito colocando panfletos em lojas de materiais esportivos, mercados, lojas de suplementos (se houver). Outra possibilidade é oferecer descontos especiais para novos alunos que venham por meio dos comércios com que sua academia fez parcerias.

3# Faça-se presente no mundo digital

Manter seu negócio fora do mundo digital, das redes sociais, é limitar o seu potencial de crescimento e de vendas. E isso vale também para uma academia fitness.

Criar um site, blog, com conteúdos de valor e realmente úteis para o seu público-alvo é certeiro para quem deseja atrair alunos e mantê-los na academia pelo valor gerado. Porém, nem sempre é possível para a academia investir num site e blog, principalmente no começo das suas atividades.

Mesmo assim, é essencial que a academia tenha pelo menos algumas contas em redes sociais como o =&0=&. Nelas, é possível publicar conteúdos menores e mais diretos, fotos, vídeos, lives dos eventos da academia e é claro mostrar a estrutura do lugar.

Essa prática pode atrair mais alunos de forma recorrente, bastando que a academia se aplique a publicar com boa frequência.

4# Free Pass read more

Falar com um consultor